Followers

Afinal... O que é NATUROLOGIA?????

Postado por Amanda Mariano terça-feira, 28 de setembro de 2010 0 comentários









Que mês mais alegre para se postar!!!!!!!
"Coincidentemente”, apesar que na verdade creio q nada nessa vida é por acaso!!

O "engraçado" é que o primeiro assunto do meu Blog de NATUROLOGIA, ao invés de falar sobre Naturologia, O que é essa Ciência, Onde ela atua, Quais os benefícios, e etc, fui falar de um homem muito admirado por todos nós da Naturologia, Dr° Edward Bach, um exemplo de vida, de doação, de amor e principalmente era um médico visionário... pois naquela época, ele já falava de Naturologia em seus livros, sem que as pessoas se dessem conta disso!!!!

Quero deixar registrado aqui, toda minha admiração, meu respeito pelo Dr° Bach que no último dia 24/09 completaria 124 anos!
E se estivesse vivo seria realmente uma dádiva e um verdadeiro privilégio conhecê-lo. A figura dele seria de extrema importância no apoio a regulamentação e tudo o que envolve a nossa profissão!
Fica aqui a minha homenagem a esse “Naturólogo” que infelizmente não está mais entre nós, mas tenho certeza que ele estaria lutando pelas nossas causas também!!!!

Mas voltando ao assunto de hoje....


O que é a Naturologia???

Bom, de acordo com o II Congresso Brasileiro de Naturologia que ocorreu em 06/11/2009 em Florianópolis, definiu-se o primeiro conceito oficial de Naturologia, o qual foi homologado.


“A Naturologia é um conhecimento transdisciplinar que atua em um campo igualmente transdisciplinar. Caracteriza-se por uma abordagem integral na área da saúde pela relação de interagência do ser humano consigo, com o próximo e com o meio ambiente, com o objetivo de promoção, manutenção e recuperação da saúde e da qualidade de vida.”



A Naturologia é uma ciência que estuda métodos naturais antigos, tradicionais e modernos de cuidado, com objetivos de promover, manter e recuperar a saúde, e a melhoria da qualidade de vida, além do equilíbrio do ser humano com o meio em que vive. Isso se deve ao fato de que atualmente, os processos de saúde são considerados como desencadeadores do bem estar e da qualidade de vida e estão intrinsecamente relacionados aos níveis psíquicos, emocionais, físicos e sociais. Essa ciência trabalha focada no equilíbrio do indivíduo, ou seja, orienta a utilização das terapias naturais para promover o bem-estar e qualidade de vida de forma integral.

A aplicação dos conhecimentos da Naturologia visa promover saúde, através de recursos naturais. Visa, ainda, identificar os problemas de saúde suscetíveis às práticas das terapias naturais e selecionar os métodos e terapias complementares mais adequados a cada tipo de situação, sempre resguardando a livre escolha e a integridade física e psíquica das pessoas, bem como interagindo com as equipes de saúde. Dentro do processo terapêutico, o Naturólogo se preocupa buscar o equilíbrio em diversos níveis, sempre resguardando a livre escolha e a integridade do seu interagente. A princípio o processo naturológico visa, o tratamento do ser humano com seus processos de saúde e doença focalizando trabalhar em conjunto com outras áreas da saúde, pois o naturólogo tem o importante papel de fazer um trabalho complementar (e não alternativo) observando seu campo de atuação diante de um caso clínico mas também fazendo os devidos encaminhamentos para os demais profissionais da saúde - fisioterapeutas, médicos, psicólogos, dentistas, nutricionistas, entre outros.

O naturólogo é um estudioso das práticas naturais. Possui uma visão integrativa do processo saúde-doença, difundindo o conhecimento sobre os conceitos e os métodos utilizados pelas comunidades tradicionais e os tratamentos modernos para utilizar, orientar, ensinar e divulgar os recursos naturais para promoção, manutenção e recuperação da saúde. Entre os conhecimentos naturais, o naturólogo pode fazer uso das mais diversas terapias, pois antes de aprender a praticar e ter conhecimentos das terapias em si, o naturólogo tem a visão do ser humano como um todo, por esse motivo aprende-se: Fundamentos de Psicologia Fundamentos de Naturologia: Embasamentos Filosóficos, Antropologia, Gestão em Saúde, Morfologia Humana, Processos Funcionais e Patológicos, Físico-Química dos Sistemas Biológicos, Relação Parasito-Hospedeiro, Farmacologia, e só então ele entra em contato com as terapias naturais, que por sinal são diversas, e com certeza alguma delas se enquadra ao biotipo, a personalidade, a preferência e principalmente a necessidade, de acordo com o paciente, dentre elas podemos citar:

- Terapias Orientais (Chinesas e Japonesas);
- Terapias Ayurvédicas;
- Terapias Vibracionais;
- Terapias Antroposóficas;
- Técnicas de Meditação e Relaxamento;
- Arte Integrativa;
- Aromaterapia;
- Hidroterapia;
- Massoterapia;
- Fitoterapia;
- Reflexologia Podal e Manual;
- Iridologia Física e Psíquica;
- Essências Florais e Vibracionais;
- Nutrição e Dietas Naturais;

E além das técnicas já citadas, tive oportunidade de aprender:

- Auriculoterapia;
- Colorpuntura (Aplicação de Cores nos pontos de Acupuntura);
- Calatonia;
- Shiatsu;
- Cromoterapia;
- Massagem com Pedras Quentes;
- Terapia com Cristais;
- Geoterapia ou Argiloterapia;
- Zen Shiatsu;
- Watsu;
- Reiki;
- Drenagem linfática manual (corporal e facial)
- Bambuterapia
- Reflexologia Crânio-Facial
- Banhos de imersão
- Massagem Facial;
- Limpeza de Pele;
- Peeling, dentre outras técnicas.

Os campos para a aplicação destes conhecimentos incluem instituições hospitalares, casas de saúde, postos de saúde, casas de repouso, estâncias hidrominerais, spas, empresas privadas, organizações não-governamentais e eventos.

Duas outras funções da Naturologia merecem ser citadas:
A primeira é a de produzir material científico para comprovar a eficácia das técnicas utilizadas;
A outra - e não menos importante -é a de padronizar, organizar e legislar as Terapias Naturais no Brasil uma vez que estas técnicas devem ser feitas com os devidos cuidados de assepsia, os atendimentos devem ser explicados com propriedade e embasamento científico além de feitos com o devido respaldo e os encaminhamentos médicos devem ser sempre efetuados, respeitando o caráter complementar de sua abordagem.

As formas de tratamento alternativo estão em constante crescimento no mercado mundial, apesar da falta de estatísticas oficiais. A OMS (Organização Munidal de Saúde), já tem registradas 138 terapias "alternativas". Esse aumento da procura às terapias "alternativas" faz com que o mercado esteja cada vez mais favorável para os profissionais da naturologia, não só no Brasil, mas no mundo todo. Segundo estimativas, no Brasil, em cinco anos, o número de profissionais de terapias "alternativas" triplicou, atingindo os 60.000 profissionais.

Especificamente para o naturólogo, o mercado é bastante promissor. O reconhecimento de um novo conceito e forma de olhar um indivíduo tem conquistado a população, e os benefícios de técnicas terapêuticas milenares como a acupuntura e a massoterapia, comprovam que esta é uma profissão fundamentadamente do futuro.

O quadro mundial demonstra grande expansão desta profissão e países como o Canadá, Portugal, França, Itália e Inglaterra contam com a Naturologia como uma ferramenta de bem-estar e qualidade de vida.

E lembrem-se, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS):

“A saúde é o completo bem estar psíquico, físico e social e não meramente a ausência de doenças”.

Tenham todos uma linda semana!
Beijinhos e LUZ!!!

Namastê!

Massoterapia

Postado por Amanda Mariano domingo, 29 de agosto de 2010 0 comentários



Hmmm, quem é que resiste a uma massagem??
Seja nos pés, nas mãos, nos ombros, nas costas, ou em qualquer parte do corpo ela é sempre muito bem vinda!

Além de ser uma demonstração de carinho, e afeto, o toque em especial à uma pessoa demonstra e muito sentimento por parte da pessoa que toca, e a pessoa que recebe também percebe automaticamente essa sensação de carinho, acolhimento, e isso não tem preço!! Mas não vamos falar somente da parte “sentimental” da massagem, pois isso muitas vezes fazem as pessoas pensar que a massagem é uma espécie de carinho mesmo, um toque suave, de amassamento em determinada área do corpo e somente isso, e é essa visão superficial que as pessoas tem da massagem que eu desejo que as pessoas tirem da cabeça, e encarem a massagem como uma terapia, que por sinal é muito eficaz!


A Massoterapia se enquadra na área de abrangência da integração terapêutica preconizada pela Organização Mundial de Saúde. Faz parte das práticas manuais milenares, como o Shiatsu, Tui-Ná, Do-In que foram atualizadas e “somadas” aos recursos modernos da massoterapia ocidental, com o intuito de auxiliar na saúde da pessoa e como conseqüência em sua qualidade de vida. Trata-se de um método manual que se baseia na aplicação, em pontos específicos do corpo humano, de pressões, amassamentos, deslizamentos, percussões e fricções, que visam eliminar a fadiga e criar sensações agradáveis, além de estimular as defesas naturais do organismo. A massoterapia pode ser muito semelhante a uma massagem comum, mas o que a distingue é o fato de a sua aplicação ter, como pressuposto, um diagnóstico por parte do massoterapeuta. É o diagnóstico que vai direcionar o trabalho do massoterapeuta, já que a massoterapia abrange, principalmente, o Shiatsu, o Do-In, o Tui-Ná, a Reflexologia, a Massagem Ayurvédica e a Massagem Thai (todas de inspiração oriental) e a Drenagem Linfática Pós-operatória. Entre as massagens comuns destacam-se a Relaxante (inclusive a Sueca), a Estética e a Drenagem Linfática. As manobras da massagem, como pressões, amassamentos, deslizamentos, percussões e fricções produzem efeito de acordo com o ritmo, intensidade, e velocidade, assim sendo as manobras lentas tem efeito calmante, analgésico e antiespasmódico, já as manobras rápidas possuem efeitos estimulantes, além de ser desintoxicante.


Benefícios: Além dos benefícios já citados, podemos destacar que seu objetivo primordial é prevenir doenças e promover a saúde, maximizar a circulação da energia vital pelo corpo, estimular a circulação de uma forma geral, favorecer o autoconhecimento e autoconsciência, contribuir para a organização do tônus muscular e para a normalização das funções fisiológicas, auxiliando no combate de dores, tensões, desequilíbrios e disfunções em geral. Além disso a massagem auxilia o sistema linfático, o que ajuda a eliminar os resíduos metabólicos no corpo. A drenagem linfática, por exemplo utiliza a massagem para esvaziar os líquidos e resíduos metabólicos e estimular a circulação linfática.

A massagem também pode melhorar o humor das pessoas, aliviar o estresse e fazer com que os clientes sintam-se mais relaxados.


NOTA: É sempre bom ressaltar que deve-se ter muito cuidado ao procurar um profissional da área, pois muitos fazem cursinhos de finais de semana e intitulam-se “massoterapeutas”, e todos nós sabemos que as coisas não funcionam bem assim, portanto o primeiro cuidado é procurar um profissional sério, de confiança, se for indicado por alguém conhecido, melhor ainda! E além desse cuidado, deve-se ter em mente que a massoterapia não substitui o tratamento médico, em HIPÓTESE ALGUMA! Como foi dito, ela faz parte de uma terapia complementar que visa promover o bem estar e o equilíbrio do interagente, além desses cuidados importantíssimos, é indispensável verificar o modo de trabalho do terapeuta, o local onde atende, as condições de higiene e principalmente o asseio do terapeuta, caso todos esses quesitos sejam devidamente seguidos a risca, só resta se entregar de corpo e alma as mãos do massoterapeuta e desfrutar de um momento único que só quem faz, consegue descrever!



Você está pronto?? Então entregue-se e relaxe... e após a massagem apenas se dê o prazer de usufruir dos seus benefícios!



Beijinhos e Luz!
Namastê!

Aromaterapia

Postado por Amanda Mariano domingo, 15 de agosto de 2010 1 comentários



Ahhhhh como falar de cheiros sem lembrar de algum momento especial?!


De todas as nossas memórias, a visual, gustativa, olfativa, tátil e auditiva, a memória olfativa é a mais emocional, pois está ligada diretamente à memória emocional. Por isso, quando sentimos um cheiro, uma fragrância, começamos imediatamente uma viagem pelas nossas lembranças, pelos arquivos sensoriais do nosso cérebro, que nos transporta para o exato momento, para a exata situação na qual fomos apresentados a essa fragrância.

É o olfato que deixa a melhor impressão da eternidade quando o tema explorado são as essências, é o único dos sentidos que tem conexão direta com o processamento de emoções e o armazenamento de memórias. Os perfumes ou odores são capazes de despertar sensações de alerta ou tranqüilidade, conforto ou incômodo.

Quando aspiramos um óleo essencial, ele é absorvido pelos nervos olfativos indo diretamente para o cérebro, onde atinge uma região chamada de hipocampo. O hipocampo é relacionado ao comportamento, à memória e à emoção. É por isso que os aromas são muito indicados no tratamento de doenças psicossomáticas.
Ao atingir outra região do sistema nervoso – o sistema límbico – os aromas seguem para três regiões: o hipotálamo, que controla a agressividade; a glândula pituitária, que tem ação direta sobre as glândulas supra-renais; e as glândulas sexuais. Isso mostra como é ampla a ação dos aromas sobre o nosso organismo.
E mais: os componentes presentes nos óleos essenciais aumentam a circulação periférica do corpo. Eles têm o poder de alterar o comportamento da circulação sangüínea, do aparelho digestivo, do aparelho urinário, do sistema cardiovascular, do sistema pulmonar e ainda a secreção dos hormônios. Como se vê, os benefícios dos óleos essenciais são milhares. Basta saber utilizá-los com cautela, sempre com auxílio de um aromaterapeuta

A aromaterapia pode ser “dividida” em três tipos de atuações :

- Fisiológica: Acontece pelas propriedades químicas dos óleos essenciais que permitem a muitos carregarem consigo propriedades antibióticas, antiinflamatórias, anti-fúngicas, analgésicas, sedativas, etc. Normalmente é feito o uso dos óleos para tratar destes problemas através de massagens, banhos, compressas, inalação.

- Psicológica: É a ação exercida sobre a mente e emoções humanas a partir de sensações que são estimuladas pelos característicos aromas de cada óleo. Todas as formas de uso desencadeiam estas reações por acabarmos tendo contato com seus cheiros, como já explicamos anteriormente sobre a absorção dos óleos essenciais através do olfato.

- Energética: O efeito sobre a energia do nosso corpo e sua frequência que acaba se alterando pela memória energética trazida pelo óleo da planta. Isso acaba afetando-nos mental, física e emocionalmente.

De certa forma acabamos por lidar com as três formas pois uma maneira de atuação acaba por interferir na outra. O efeito psicológico do óleo essencial sobre a mente é marcante, causando liberações a nível emocional de traumas, somatizações, etc, assim como tratando uma série de desordens de personalidade como raiva, medos, apegos, fobias, etc. O tratamento fisiológico pode dar respostas rápidas, como acontece às vezes com casos de infecções e processos inflamatórios. O efeito energético é muito semelhante à ação psicoterápica, porém têm marcante repercussão fisiológica.

Sendo assim, não temos dúvidas da eficácia da aromaterapia tanto no ser humano, como também em animais, além de ser uma terapia extremamente prazerosa... ou melhor.... cheirosa ! rs

Logo mais, falaremos dos óleos essenciais específicos e seus princípios ativos e benefícios a saúde!

Uma linda semana a todos!!!
Beijinhos e Luz!!!
Namastê!!

Watsu... e seus benefícios maravilhosos!!!

Postado por Amanda Mariano quinta-feira, 29 de julho de 2010 0 comentários



O Watsu foi criado por HAROLD DULL,terapeuta Americano e Mestre de Zen Shiatsu, que registrou a marca WATSU®


Trata-se de um processo terapêutico que ocorre em piscina aquecida a 35ºC onde submete-se quem recebe à flutuação, conduzindo seus movimentos passivamente no ritmo da respiração. Suavemente alongam-se os músculos, dissociando as cinturas, liberando as regiões enrijecidas do corpo, trabalhando com muita delicadeza as estruturas corporais; manipulando suave, mas fortemente a coluna vertebral, sem provocar dor, normalizando o fluxo energético corporal dos meridianos assim como o fluxo de energia da coluna vertebral, tudo isto em uma sintonia perfeita entre quem recebe e quem doa em um alto nível de compaixão, associando posturas semelhantes ao Thai Chi Chuan com seus movimentos lentos, juntamente com a sabedoria e conceitos orientais do Shiatsu, respeitando os modernos fundamentos biomecânicos corporais ocidentais como os princípios físicos da água. A alternância de toques, alongamentos e momentos de simples "Flutuação", favorecem o relaxamento muscular profundo que serena o corpo e a mente. Experimenta-se ao final do processo um estado consciente de integração física, mental, emocional e energética.

Não necessariamente trabalham-se indivíduos acometidos de alguma patologia específica, pode-se atuar com o objetivo de melhorar a qualidade de vida em diversos níveis.

Alguns dão como definição de Watsu uma técnica de revisão interna e de reorganização corporal e mental. Segundo Harold Dull seu principal desenvolvedor, “Watsu é a união entre trabalho corporal, atividade física e terapia” E não é necessário saber nadar para praticar Watsu.


Recentemente, uma associação asiática de spas elegeu o Watsu como o melhor de todos os tratamentos oferecidos em spas do continente.


Benefícios do Watsu:
- Distúrbios de coluna vertebral; distúrbios neurológicos; reabilitação de pós-cirúrgico ortopédico; fibromialgicos; pacientes pediátricos com acometimento mental e ou físico; patologias com caráter reumatológico, como artrites e artroses; gestantes; crianças hiperativas; depressão; indivíduos estressados, ansiosos. Pneumopatas – Doenças relacionadas ao sistema pulmonar, de caráter leve e moderadas. Insônia provocada por tensão muscular.
- O Watsu promove um profundo estado de relaxamento com mudanças dramáticas no sistema nervoso autônomo. Atuando no sistema simpático e reforçando o sistema nervoso parassimpático, Watsu tem profundos efeitos sobre o sistema neuromusculares. Estas mudanças beneficia clientes, com uma grande variedade de necessidades especiais.

Mais informações vc encontra em: www.watsubrasil.com.br

Deixo um vídeo para que apreciem como é realizada a terapia, de preferência, caso puderem, eu sugiro que aumentem um pouquinho o som, ouçam a música e tentem imaginar-se no lugar do paciente. Será uma sensação muito gostosa!




Vale muito a pena assistir!!!!


Beijinhos e Luz!!!
Namastê

O Poder do Alho

Postado por Amanda Mariano segunda-feira, 26 de julho de 2010 0 comentários





Alho


Um verdadeiro aliado da saúde!

O alho, um tempero tão famoso e ao mesmo tempo evitado (devido ao odor que provoca após o seu consumo) é um coringa quando se trata de prevenção e cura de diversos males.

Desde o patê de alho, o pão de alho, até o alho picadinho para temperar as saladas, ou mesmo para refogar o arroz, ou até mesmo aquele cházinho de alho que a vovó faz para gripe. Independente da forma que ele seja utilizado é um grande contribuinte para nossa saúde!

Na antiga China e na Índia, era utilizado para diminuir a coagulação sangüínea, e no Egito e na Grécia era considerado afrodisíaco. No século XIX Luis Pasteur, grande químico francês, demonstrou as propriedades anti-sépticas do alho.

Tal fama se deve ao alto teor bactericida, anti-tumoral, anti-oxidante, anti-inflamatória, imunoestimulante, protetor gástrico e protetor cardiovascular

Além de tantas propriedades benéficas, o alho têm sido um ótimo coadjuvante na redução da hipertensão e do colesterol LDL, o chamado “colesterol ruim”, combate infecções, e ainda alivia a congestão nasal. O alho também parece reduzir a coagulação sangüínea, diminuindo riscos de infartos e derrames cerebrais, acredita-se que o consumo de alho diminui o risco de câncer de cólon no ser humano.

Pesquisas demonstraram que o alho ajuda a diminuir o câncer de mama, pele e pulmão, além de ajudar a prevenir o câncer do cólon e do esôfago.
Uma pesquisa americana mostrou que o consumo regular de alho, cru ou cozido, pode diminuir pela metade o risco de câncer de estômago. Acredita-se que o tempero combate a bactéria Helicobacter pylori, que pode estar associada a alguns casos de câncer de estômago

O Alho deve ser consumido crú de preferência, e a quantidade indicada é de 4 gramas, ou 2 dentes de alho por dia.

Componentes do alho:
Rico em vitaminas B, Colina e Vitaminas C.
Os minerais: Cálcio, Magnésio, Fósforo, Ferro, Cromo, Zinco e o Selênio.
A Allicina, seu principal composto ativo, provou apresentar propriedades antivirais, antibacterianas e antifúgicas.

Precauções:
- O seu uso excessivo ou em dosagens elevadas pode causar má digestão e irritabilidade da mucosa gástrica.
- Suspender o uso: caso já teve algum sintoma alérgico após a sua ingestão, em grávidas, lactentes e crianças até quatro anos e em pré e pós operatório pois tem efeito anti-plaquetário.

Fica a dica: Passem a fazer do alho um companheiro nas suas refeições!!



Beijinhos e Luz!
Namastê

Começando com o pé direito!

Postado por Amanda Mariano sábado, 24 de julho de 2010 0 comentários


Nada melhor do que falar de um médico visionário, além de ser um ser humano espetacular, deixou uma lição de vida a todos que o seguem. Nosso estimado Dr. Bach, o descobridor dos remédios para a alma, ou os Florais de Bach.
Esse homem além de sábio tinha uma sensibilidade fora do comum, pois conseguiu captar a energia de seres tao sensíveis, as flores, e transformá-las em curadoras da alma. Realmente um ser humano brilhante!!!
Digno de todas as homenagens que recebe!!!

Para que possam entender um pouquinho da essência do blog, deixarei alguns pensamentos brilhantes desse homem extraordinário que em 1930 possuía uma mente visionária, e ao mesmo tempo humanitária.

“Cada um de nós tem o poder da cura, porque todos nós temos no coração amor por alguma coisa – pelo nosso próximo, por animais, pela natureza, pela beleza, e cada um de nós deseja proteger e ajudar a melhorar o que amamos. Cada um de nós também sente simpatia por aqueles que estão em desgraça e isso é natural, pois, todos nós já estivemos em desgraça vez ou outra em nossas vidas. Desse modo, não apenas podemos nos curar, mas também temos o grande privilégio de sermos capazes de ajudar os outros a se curarem e as únicas qualificações necessárias são o amor e a compaixão.

Como filhos do Criador, temos dentro de nós toda a perfeição e viemos a este mundo simplesmente para podermos perceber nossa Divindade. Deste modo, todas as provas e experiências por que passamos não nos derrubam, pois, através desse Poder Divino, tudo nos é possível”.
Dr. Bach



Em essência, a doença é o resultado do conflito entre a Alma e a Mente, e ela jamais será erradicada exceto por meio de esforços mentais e espirituais.
Nenhum esforço que se destine apenas ao corpo pode fazer mais do que reparar superficialmente um dano, e nisso não há nenhuma cura, visto que a causa ainda continua em atividade e pode, a qualquer momento, manifestar novamente sua presença, assumindo outro aspecto. De fato, em muitos casos a recuperação aparente acaba sendo prejudicial, já que oculta do paciente a verdadeira causa do seu problema, e, na satisfação que se experimenta com essa aparente recuperação da saúde, o fato real, continuando ignorado, pode fortalecer-se.

Uma das exceções para os métodos materialistas na ciência moderna é a do grande Hahnemann, o fundador da homeopatia, que com sua compreensão do amor beneficente do Criador e da Divindade que mora dentro do homem, e por estudar a atitude mental de seus pacientes diante da vida, do meio ambiente e suas doenças, foi buscar nas ervas do campo e nos domínios da natureza o remédio que não apenas haveria de curar seus corpos, mas, ao mesmo tempo, elevaria a sua perspectiva mental.

Quinhentos anos antes de Cristo, alguns médicos da antiga Índia, trabalhando sob a influência do Senhor Buda, levaram a arte de curar a um estágio tão perfeito que conseguiram abolir a cirurgia, ainda que, na sua época, ela fosse tão eficiente, ou até mais, que a dos dias atuais. Homens como Hipócrates, com seus ideais grandiosos sobre a cura; Paracelso, com a convicção de uma divindade dentro do homem, e, Hahnemann, que compreendeu que a doença tinha sua origem num plano acima do físico - todos eles sabiam muito sobre a verdadeira natureza do sofrimento e sobre o remédio para ele.

A doença, posto que pareça tão cruel, é benéfica e existe para nosso próprio bem; se interpretada de maneira correta, guiar-nos-á em direção aos nossos defeitos principais. Se tratada com propriedade, será a causa da supressão desses defeitos e fará de nós pessoas melhores e mais evoluídas do que éramos antes. O sofrimento é um corretivo para se salientar uma lição que de outro modo não haveríamos de aprender, e ele jamais poderá ser dispensado até que a lição seja totalmente assimilada.

Vemos que não há nada de acidental no que diz respeito à doença, nem quanto ao seu tipo nem quanto à parte do corpo que foi afetada; como todos os outros resultados da energia, ela obedece à lei de causa e efeito. Certos males podem ser causados por meios físicos diretos, tais como os associados à ingestão de substâncias tóxicas, acidentes, ferimentos e excessos cometidos, mas, em geral, a doença se deve a algum erro básico em nosso temperamento.

As doenças reais e básicas do homem são certos defeitos como o orgulho, a crueldade, o ódio, o egoísmo, a ignorância, a instabilidade, a ambição; e se cada um deles for considerado individualmente, notar-se-á que todos são contrários à Unidade. Tais defeitos é que constituem a verdadeira doença, e a continuidade desses defeitos, persistirmos neles, depois de termos alcançado um estágio de desenvolvimento em que já os sabemos nocivos, é o que ocasiona no corpo os efeitos prejudiciais que conhecemos como enfermidades.

Para se alcançar uma cura completa, não somente devem ser empregados recursos físicos, escolhendo sempre os métodos melhores e mais familiares à arte da cura, mas também devemos lançar mão de toda a nossa habilidade para eliminar qualquer falha em nossa natureza; porque a cura total vem essencialmente de dentro de nós, da própria Alma que, por meio da bondade do Criador, irradia harmonia do começo ao fim da personalidade, quando se permite que assim seja.
...não há objetivo em nos ocuparmos dos fracassos da medicina moderna; demolir é inútil quando não se constrói um edifício melhor e, como na medicina já se estabeleceram as bases de uma edificação mais nova, empenhemo-nos em acrescentar um ou dois tijolos a esse templo. Tampouco pode ser de valor uma crítica negativa da profissão; é o sistema que está fundamentalmente equivocado, não os homens; pois é um sistema pelo qual o médico, pôr razões unicamente econômicas, não tem tempo para ministrar um tratamento tranqüilo e sossegado nem oportunidade para pensar e meditar adequadamente, o que deveria ser a herança dos que devotam sua vida a assistir doentes. Como disse Paracelso, o médico sábio atende a cinco, e não a quinze pacientes num dia - ideal impraticável em nossa época para um médico comum.

A aurora de uma arte de curar mais nova e melhor paira sobre nós. Há cem anos, a homeopatia de Hahnemann foi o primeiro raio da luz matinal, depois de um longo período de trevas, e pode desempenhar um grande papel na medicina do futuro. Ademais, a atenção que se está dispensando no presente momento à melhoria da qualidade de vida e ao estabelecimento de uma dieta mais pura é um progresso rumo à prevenção da doença; a esses movimentos que pretendem levar ao conhecimento das pessoas tanto a relação que existe entre os fracassos espirituais e a enfermidade, bem como a cura que se pode obter através do aprimoramento da mente, estão apontando o caminho por onde devemos seguir rumo à luz de um novo dia, em cujo brilho a escuridão da enfermidade desaparecerá.

Texto escrito por Dr Edward Bach em 1930.

Essa é a essência da Naturologia, tratar a causa do problema, e não o sintoma, deve-se ter consciência de que o ser humano é um ser biopsicosocial, ou seja, para tratarmos o corpo, é preciso tratar a mente, as emoções, e suas relações pessoais, o tratamento se dá de forma integral para que haja uma resposta positiva de forma integral, logo o paciente não irá melhorar de um determinado sintoma somente, mas melhorará também sua qualidade de vida, o ambiente em que vive, suas relações pessoais e o seu modo de encarar a vida, e terá consciência de que toda e qualquer atitude tomada trará consequências em diversos âmbitos de sua vida. Assim, ao mudar seus antigos hábitos que provocavam determinada enfermidade, ele estará livre de incômodos causados pela antiga patologia.
A doença não é um castigo, ou punição, pelo contrário, a doença por incrível que pareça tem um aspecto positivo, pois ela é o "aviso" do seu corpo de que suas ações não estão sendo ideiais, por isso muitas vezes as pessoas ficam doentes e acabam por privar-se da companhia de outrem, são obrigadas a permanecerem em repouso, e esse é o momento ideal para que a pessoa possa refletir sobre o que ela anda fazendo da sua vida, como anda a sua rotina, e tomar consciência de que é hora de mudar! E nunca é tarde para mudar! Basta querer!!!
Temos muitas ferramentas ao nosso alcance, e espero de coração que esse blog seja uma delas!
Boa Leitura!

Namastê



Namastê: "O Deus que habita em mim, saúda e reconhece o Deus que há em ti"
(É uma saudação hindu, é a forma mais digna de se cumprimentar um homem)

Beijinhos e Luz!